Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 13 de julho de 2016

A soma de todos os medos.


Uma sociedade com medo é uma sociedade que caminha na estrada marginal da vida.

O medo trava o ser humano. Provoca perda de razão, insensibilidade, desequilíbrios emocionais e afeta a qualidade de vida de uma pessoa com intensidade por vezes muito perigosa. O medo vai de A a Z.

Veja se você se enquadra nos sintomas emocionais descritos no artigo e reflita seriamente sobre a importância de rever crenças que podem estar limitando o seu crescimento e afetando o seu modo de vida.

"O medo pode ser definido como um estado psíquico de inquietação constante, agitação ou impaciência diante de um perigo real ou imaginário". Em muitos casos, uma criação da nossa mente. "O medo racional é saudável e necessário em nossa vida, porque ele nos protege de nossa impulsividade e de nossos atos irrefletidos". Protege-nos de ameaças ou perigos da natureza. Por outro lado, o medo também pode ser patológico e capaz de destruir vidas, resultando em imobilidade de nossas forças, paralisando-nos.

Medo de amar por medo de ser traído, medo de ficar doente por medo de morrer, medo do chefe por medo de perder o emprego, medo da comida do restaurante, medo de ser assaltado, medo de jogar com medo de perder, medo de correr riscos... Que medo de ter medo!!! Resumindo: Temos medo desde o momento em que nascemos e irá até o fim dos nossos dias. 


Eis alguns sintomas emocionais de temores que complicam a nossa vida (Pelo autor do texto original com comentários adicionais de Dermeval):

1. AGITAÇÃO MENTAL - "Incapacidade de relaxar e silenciar internamente". Por exemplo: Ao ler um livro é preciso reler a mesma página diversas vezes. É difícil concentrar-se quando a mente está acelerada, ansiosa. Estamos em desequilíbrio. E, nesse caso, nossa capacidade de atenção se reduz e com ela a percepção ao redor.

2. PESSIMISMO E INSEGURANÇA - "Hesitação diante das situações da vida". Sejam decisões grandes ou pequenas, a incerteza do rumo a seguir esmaga a nossa força de vontade, jogando-nos na depressão e varrendo-nos para debaixo do tapete do pessimismo.

3. DISSOCIAÇÃO MENTAL - Você se esqueceu de pegar a criança na escola? Está perdoado. É natural diante da pressão dos compromissos da vida. "O esquecimento constante das coisas mais naturais e simples do cotidiano".

4. AGRESSIVIDADE EXAGERADA - Qualquer coisa é capaz de fazer você perder a razão. "Sente-se irritado com frequência e tende a atacar gratuitamente os outros com ofensas e insultos". Tenta disfarçar mas não adianta muito: o corpo fala.

5. VULNERABILIDADE - Bate aquele sentimento de fragilidade. Parece que o mundo está contra você. "Sente-se melancólico, chora facilmente e comumente sente-se perseguido".

6. COMPORTAMENTO COMPULSIVO - Entendido como mecanismo de defesa, você tende a apegar-se a coisas compulsivamente como, por exemplo, fazer a limpeza das mãos com muita frequência. São atos ritualísticos que beiram a neurose. Guarda-roupa super arrumado, estantes de livros perfeitamente organizada. Ou mesmo dar início a várias atividades ao mesmo tempo e não terminá-las. Vira um suplício.

7. AURA DE FRACASSO - "É aquela mania que algumas pessoas têm de se desculpar por tudo que faz". Alto nível de fragilidade, que se confunde com humilhação constante na frente dos outros.

8. FALTA DE MOTIVAÇÃO - A vida em preto e branco porque não há motivo para se sentir diferente. "Quando você perde o interesse pelas coisas" e bate o desânimo paralisante. Momento de crise pessoal.

9. MENTE EXAURIDA - Também conhecida como Síndroma de Burnout é um distúrbio psíquico de caráter depressivo, precedido de esgotamento físico e mental intenso, definido por Herbert J. Freudenberger como "(…) um estado de esgotamento físico e mental cuja causa está intimamente ligada à vida profissional". "Nesse estado há um isolamento da vida social e você trabalha o estritamente necessário para se manter".

"Quando alguns desses sintomas estão presentes em nossa vida, acende-se um sinal de alerta para que façamos algo, pois o medo pode estar servindo de base às nossas emoções e atitudes perante a vida".

A grande questão que devemos levar em conta é que o medo consome a nossa energia vital, tão necessária para que nos sintamos bem e completos. Em momentos de incerteza generalizada e de pessimismo institucionalizado, precisamos de doses extras de energia para vivermos relativamente bem. 

Então o que fazer? Todos nós já sabemos! Trabalhar mente e corpo. Para quê? Nos relacionarmos de forma positiva, alegre e integrada com o nosso self e o mundo ao redor. Veja o post it abaixo. Trata-se de um exercício diário para criar prosperidade em sua vida. E se tudo isso não der jeito, vai com medo mesmo! Mas assuma as consequências! 


_____________________________________________________________________
Esse artigo foi inspirado em capítulo do livro "Um modo de entender. Uma nova forma de viver" Pág. 59 de autoria de Francisco do Espírito Santo Neto. Ditado por Hammed. Editora Boa Nova.

Fonte sobre bornout: https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_de_burnout

sexta-feira, 1 de julho de 2016

INTERDEPENDÊNCIA OU MORTE!



Assistiu? Então a pergunta é: Estou vivendo e trabalhando numa perspectiva de futuro ou repetindo o "pretinho básico" de como sempre fiz?

sábado, 4 de junho de 2016

Como Conquistar o LinkeIn


Aumente suas chances de sucesso profissional através do LinkedIn. Uma ferramenta poderosa de conquista de oportunidades. Dia 5 de julho de 2016. Em Salvador, Bahia. Faça sua inscrição por aqui. Escolha a turma.

Neste curso você vai:

1. Destacar-se para ganhar visibilidade no mercado de trabalho.
2. Aprender a redigir um perfil atrativo para chamar a atenção dos RHs.
3. Escolher a foto ideal para seu perfil e montar o seu workselfie.
4. Observar boas maneiras que devem ser adotadas – etiqueta virtual.
5. Saber como encontrar as oportunidades ideais para o seu perfil.
6. Aprender a elaborar um currículo atrativo para os recrutadores. 
7. Saber quais competências gerenciais e comportamentais são relevantes nesse momento.

Facilitador - Dermeval Franco - Consultor Organizacional e de Carreira
Administrador com MBA em Marketing. Atuou em grandes empresas como General Motors, Peugeot, Embratel, Votorantim, Volkswagen, Ford, Bradesco, Schering Plough, Federação das Indústrias da Bahia, Coca Cola, J Macedo Alimentos, dentre outras empresas como Especialista, Executivo e Consultor. Professor convidado de Universidades e Faculdades. Autor de vários artigos e do livro “As Pessoas em Primeiro Lugar – Como Promover o Alinhamento de Pessoas, Desempenho e Resultados em Tempos Turbulentos” – Editora Qualitymark. Formado em Mentoring e Coaching pelo Instituto Holos. 

Está no Linkedin desde março de 2004.

Para saber mais visite o meu perfil no endereço:

Ou meu Blog:

Obrigado! 

Espero você no dia 5 de julho. Será bem vindo a esse momento de networking.