Pesquisar este blog

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Tecnoangústia - o sentimento da modernidade

Parece brincadeira, mas tem horas que a tecnologia - tão reverenciada e tão veloz - mais atrapalha do que ajuda. E ficamos com esta cara de bobo! Não é para menos! Com essa história de spam, virus, e-mail marketing, blogs e outras coisas modernosas da TI, observo que a comunicação está emperrando no mundo virtual. Tenho a impressão de que falar com empresas via e-mail está custando mais caro do que se enviarmos um material por correio, fax, motoboy etc. Explico! Ligo para a empresa e peço permissão para enviar um material por e-mail. Ok! Material enviado com solicitação de confirmação do recebimento. Passam-se dois dias e a confirmação não volta. Será que recebeu! Será que caiu na malha fina dos bloqueadores de mensagens do departamento de TI? Dúvida! Pego o telefone e ligo, de novo, para saber se recebeu. Mais uma ligação! A resposta é não! Começa o diálogo, pergunto: - Será que não está bloqueado no departamento de TI? O interlocutor responde: - É pode ser. Vou falar com eles para liberar. Passa-se mais um dia. Não vem a confirmação. Ligo de novo. - Ah, recebi sim. É que não tive tempo de responder... Assim lá se foram três ligações, perda de tempo, alguns reais a mais desnecessários e as operadoras de telefonia agradecem... Se eu mandar outro e-mail para a mesma empresa e o pessoal da TI não tiver liberado meu endereço eletrônico para todas as mensagens, começa tudo de novo! Tecnoangústia! Cadê o divã!

2 comentários:

  1. Muito boa sua perspectiva... Não tinha pensado no assunto... Muitas vezes um e-mail demora mais que uma carta.

    ResponderExcluir