Pesquisar este blog

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Lei da ação e reação

A opinião pública andou perturbando a Petrobrás com a acusação de manter os preços dos derivados de petróleo em alta, apesar do preço na fonte ter estabilizado ou reduzido no mundo todo. Dizia que apesar desse ganho, o preço da gasolina não caia nas bombas. Resultado. Rolou uma campanha informal para que os motoristas não enchessem os tanques de seus carros nos postos da BR. Como pode ver, causou reação na turma da Petrobrás. Parei ontem num de seus postos e recebi duas cartelas para participar de sorteios. Possivelmente, ouve queda no faturamento e a reação não poderia ser outra. Resgatar a preferência do consumidor que estava fugindo para a concorrência. Uma lição que nem mesmo Golias tem condição de enfrentar abertamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário