Pesquisar este blog

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Engajamento para produtividade

A estratégia de engajamento de colaboradores mais lógica – e mais subestimada

30 Set, 2014
Por Michael Papay e Alexandre Santille*
“Engajamento” se tornou um termo da moda no ambiente corporativo dos dias de hoje. Segundo pesquisas, 78% dos líderes de negócios o classificam como uma prioridade urgente/importante, afinal, empresas que possuem uma alta concentração de colaboradores engajados, consequentemente, têm maiores índices de rentabilidade, produtividade, satisfação do cliente, qualidade, retenção e vendas.
A desmotivação no trabalho é um problema caro e frustrante. Só nos Estados Unidos, a desmotivação da força de trabalho custa meio trilhão de dólares anualmente. Mas tratar os funcionários como humanos – e não experimentos – faz com que a solução para esse problema seja um pouco mais simples.
Então se você realmente quer melhorar o engajamento da sua organização pare de pensar e repensar suas estratégias e concentre-se na criação de um diálogo autêntico e em tempo real com e entre os seus funcionários. Líderes e organizações podem transformar o feedback em tempo real em engajamento em tempo real com estas quatro estratégias:
1 – Foco no que é mais importante: envolva os colaboradores não apenas em questões pontuais, mas também nos temas mais “espinhosos”. Do estagiário ao alto executivo, você irá se surpreender com as percepções que existem dentro da sua organização - o próximo avanço pode vir de onde menos se espera. O alinhamento organizacional vem ao concentrar a energia dos seus colaboradores nos temas mais importantes.
2 – Use perguntas abertas: ao invés de intermináveis pesquisas, tente enviar perguntas abertas, simples e convidativas, uma de cada vez. Faça com que a experiência seja mais coloquial.
3 – Ofereça anonimato e transparência: os colaboradores devem se sentir livres para expressar o que pensam e isso significa anonimato completo.
4 – Entre em ação: mas antes, deixe de lado seu ego e orgulho. Diga “obrigado”, reconheça os pontos fracos e peça sugestões sobre como melhorar a organização.

*Michael Papay é CEO e co-fundador da Waggl. Alexandre Santile é Co-CEO da Affero Lab.

Leia a matéria completa na Fast Company: The most logical yet underrated employee engagement strategy 
- See more at: http://www.afferolab.com.br/conhecimento/posts/a-estrategia-de-engajamento-de-colaboradores-mais-logica-e-mais-subestimada#sthash.SRxuGNJ9.dpuf
Fonte: http://www.afferolab.com.br/conhecimento/posts/a-estrategia-de-engajamento-de-colaboradores-mais-logica-e-mais-subestimada

Nenhum comentário:

Postar um comentário