Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Sete ações que o RH faz na empresa e que o torna indispensável


Não gosto de pílulas salvadoras, porém rendo-me ao jeito fast food de escrever ideias e textos. Principalmente nesse ambiente virtual, onde tudo passa pelos nossos olhos na velocidade da luz. Algumas publicações como do site Medium já indicam, no seu cabeçalho, em quanto tempo você lerá o texto. Algo premunitório e que lhe diz: "- Olha! São só cinco minutos para ler!" Então pelo título, pela imagem, você decide ler ou não. - Ok! Você venceu! Vou ler!
Mas vamos ao ponto central. Sete ações que provocam o profissional de RH para uma atuação mais conectada com o negócio da Organização e o momento que vivenciamos. Reforço aos leitores que não são palavras ao vento e deslocadas de um contexto maior porque eu sei e você também que...
...tem muita gente falando sobre RH Estratégico em alto volume de blá, blá, blá...
... e eu não quero ser repetitivo, nem distante da minha realidade de trabalho. As ideias apresentadas aqui são o resultado de leituras atentas, pesquisas, mão na massa, andanças gastando sola de sapato, diálogos, conversas e observações da realidade.
É claro que as sete ideias não se esgotam. Você pode enriquecê-las comentando aqui. Alguns poderão dizer: Há, eu já atuo dessa forma! Ok! Pode contribuir com algo mais? Ou: "- Poxa! Minha empresa está longe dessa realidade!" Ótimo! Temos um referencial para começar a discutir o assunto. Se está no meio do caminho, avance. O desafio é convencer o CEO a acelerar. Com essa paralisia geral no País, não parece tão difícil convencê-lo. Sabendo que já temos um agravante histórico de baixa produtividade da mão de obra no Brasil. Imagine! Baixa produtividade, com horas extras, licenças, feriados etc. É o "inferno na terra" do desempenho empresarial. 
Se não temos mais onde cortar despesas e custos, temos que aumentar a receita por duas vias: A via do marketing (que não é somente propaganda, mas analisar o desempenho de produtos, serviços, volumes de vendas, relacionamento com clientes etc e fazer as intervenções necessárias, assim como analisar o portfólio de fornecedores); e a via do engajamento do pessoal. Exemplo: Vamos todos "pra rua". Não! Não pense que todos serão demitidos. Estou falando de sair para o mercado para ver os clientes consumindo seu produto ou serviço no mundo real ou virtual. Simplesmente porque é lá, no mercado, que o dinheiro está. Vamos em frente!
SETE AÇÕES QUE O RH DEVE FAZER EM CENÁRIOS ECONÔMICOS DIFÍCEIS:
  1. Estar presente em todas as áreas como parceiro estratégico ou Business Partner. Tem clareza de que seu papel é de ajudar os gestores a alcançar seus resultados departamentais com equilíbrio dos números e da gestão do desempenho das pessoas. Para tanto, você deve montar acampamento na "Área".
  2. Fazer a ligação entre a alta administração e os funcionários para que cada um entenda o que está sendo feito e porque. RH é o "óleo da engrenagem" da comunicação  em todos os níveis e direções. Por isso, utiliza-se de vários canais de comunicação interna. E trabalha bem o endomarketing (ou Branding interno) para que todos tenham clareza sobre o seu Valor na Empresa. Devemos oferecer significado do trabalho para todos.
  3. Estabelecer estratégias e políticas de RH em conjunto com os líderes, fazendo-os assumirem as responsabilidades de execução. Sem comentários. Claríssimo! 
  4. Ajudar a construir uma cultura e um clima organizacional saudável. Faz com que as pessoas cresçam, se desenvolvam e sintam-se bem na organização. Empregado feliz é sinônimo de empresa lucrativa.
  5. Fornecer suporte organizacional necessário para que seus empregados realizem o trabalho de maneira eficiente e eficaz.Equipamentos, ferramentas, condições físicas de trabalho, instalações adequadas etc.
  6. Desenvolver uma Proposta de Valor aos Empregados (PVE) para que desempenhe suas tarefas com alta performance. Sejam pessoas que assumem responsabilidade. Tudo isso com foco no cumprimento dos objetivos da empresa. 
  7. Desenvolver um Business Model RHTalvez você nunca tenha ouvido falar sobre esse termo. Mas pode ser o início de um processo de transformação cultural de sua empresa. Já pensou em montar um Canvas do RH na sua empresa? (Clicando em Canvas você vê um vídeo sobre Modelos de Negócios pelo criador Alexander Osterwalder).
Para ter esse perfil na organização, o profissional necessita investir um bom tempo no autodesenvolvimento, fazer um processo de Coaching para acelerar a maturidade profissional, gastar sola de sapato dentro da empresa e conhecer projetos ou cases bem sucedidos em RH.  
Você quer conversar sobre esse assunto? Mande-me uma mensagem. 
dermevalfranco@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário